0

Entenda a diferença entre ansiedade e síndrome do pânico

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, mais de 9% dos brasileiros são ansiosos.  Apesar dessa taxa alta, a desmistificação dessa condição ainda não foi feita. Por isso, muitos ainda não sabem qual é a diferença entre ansiedade e síndrome do pânico, por exemplo.

É possível ter uma vida tranquila e sem ansiedade. Porém, é preciso entender cada situação para encontrar o melhor tratamento para o caso. Então, acompanhe este artigo para saber mais sobre isso e resolver a questão.

O que é ansiedade?

A ansiedade é uma reação cerebral que ajuda a manter a saúde física. Isso mesmo! Ficar ansioso não é fora do comum, mas algo natural que a mente utiliza para evitar situações de perigo.

Logo, quando você está ansioso por uma conversa importante, o cérebro envia sinais para que cada detalhe seja examinado. Por isso, é comum que uma pessoa pense constantemente na situação que virá, sempre vendo todos os possíveis finais.

A intenção é analisar cada minúcia para evitar algum problema. Por isso, ao visualizar todas as situações que podem ocorrer de forma inesperada, a mente busca preparar o indivíduo para o momento importante.

Porém, para alguns, esse mecanismo funciona de forma intensa a ponto de incapacitar a ação. Então, além de uma preocupação constante, quem que sofre com algum transtorno de ansiedade não consegue agir. Com isso, esse caso evolui para uma condição médica.

O que é síndrome do pânico?

Enquanto a ansiedade é um mecanismo cerebral, o transtorno de ansiedade é uma doença. Logo, a síndrome ou transtorno do pânico está na segunda categoria sendo indicada na medicina pelo CID 10 41.0.

Uma pessoa passa a ter esse distúrbio quando seu nervosismo comum causa sintomas físicos e afeta suas emoções. Por isso é comum sentir palpitações, enjoos, tonturas, excesso de suor, aperto no peito e sufocamento.

Essas condições ocorrem durante uma crise de ansiedade. Elas são tão intensas a ponto de comprometer a qualidade de vida de um indivíduo. Logo, atrapalham seus relacionamentos, sua carreira e seus estudos.

Durante a síndrome do pânico a pessoa passa por todas essas sensações de forma potencializada. Em geral, esses problemas são recorrentes e podem voltar a qualquer momento. Assim um ataque do pânico é caracterizado pelos seguintes sinais:

  • Suor frio;
  • Boca seca;
  • Pensamentos confusos e catastróficos;
  • Dificuldade para manter o foco visual;
  • Respiração ofegante;
  • Sensação de estar fora da realidade;
  • Certeza de uma morte iminente.

Qual a diferença entre a ansiedade e a síndrome do pânico?

A diferença entre eles é que a ansiedade é uma sensação natural provocada pelo organismo. Já a síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade, sendo considerada uma patologia.

Por isso, é importante buscar um bom tratamento para a ansiedade quando ela começa a ultrapassar os limites. Os métodos mais comuns são: visita ao psicólogo, atividades físicas regulares e uso de medicação.

Sendo assim, passar um dia ansioso devido a um grande acontecimento não é motivo para ficar preocupado. Isso acontece com todos. Porém, se a cada dia a ansiedade fica mais intensa a ponto de apresentar os sinais físicos, não hesite em buscar orientação de um profissional de saúde.

Para ajudar no seu tratamento contra o transtorno de ansiedade, experimente os suplementos naturais para aumentar o bem-estar. Confira os depoimentos no site e veja como essa solução mudou a vida de diversas pessoas no Brasil e no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *